sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Her

Her (2013) entrou para a lista de filmes mais sensíveis e tocantes que já assisti. Gosto desses filmes que me fazem pensar enquanto vejo os nomes na lista dos créditos passarem, que me fazem questionar e sentir. A história é diferente e prende, o assunto é atual e nos faz pensar em como tudo isso pode virar realidade em um futuro próximo. Em como as pessoas, inconscientemente, estão cada vez mais sozinhas e como a tecnologia faz parte e influencia nessa solidão e em nossas vidas.

É tão tocante. Os diálogos, as frases.
E ah, como não se apaixonar pela a voz da Scarlett Johansson?

Não sei fazer resenha porque sempre tenho a impressão de contar a mais do que o necessário, falho nessa parte, os posts sobre filmes serão mais como forma de indicação. Portanto, fiquem com o trailer. (E se o fato do filme ser indicado ao Oscar ainda não te motivou a ver, leia alguns comentários sobre o filme no Filmow).







3 comentários:

  1. Esse filme é maravilhoso mesmo! Um dos melhores que entrou em cartaz, por enquanto, esse ano, eu acredito. Não só pela sensibilidade, mas como fã de ficção científica que sou, achei maravilhoso como o roteirista pensou nas possibilidades do relacionamento homem-máquina que antes outros filmes não haviam abordado - ao menos, não conheço outro longa que tenha mostrado tantas facetas como Her. Sensacional mesmo!

    FIERCEKRIEG

    ResponderExcluir
  2. Tinha marcado no Filmow pra lembrar de ver há algum tempinho, mas acabei deixando de lado, eis que meu amigo me veio dizendo que era maravilhoso e que lembrava um livro que a gente leu outro dia "Adeus, por enquanto", que também aborda a relação amor-tecnologia, aí voltou toda a vontade de ver. Pelo que tu disse, deve ser bom mesmo, e agora que eu vi o trailer:::::::::::<3

    ResponderExcluir
  3. Assisti esse filme ontem e sério.. foi uma das melhores coisas que já fiz foi ter ido no cinema sozinha, sentar naquela cadeira e ter uma das melhores experiências da minha vida. Sabia que esse filme ia doer mais do que o normal, mas não que fosse doer tanto assim.

    Lindo, lindo demais.

    http://www.paleseptember.com

    ResponderExcluir